Do Japão para o Brasil: uma visitinha à Daiso

IMG435

Desde que a Daiso anunciou que abriria uma loja no Brasil, inaugurada em 22 de dezembro, que tenho vontade de visitar a novidade. Aproveitando que estou de férias, dei um pulinho até lá para torrar as economias ver o que a loja japonesa trouxe para a região da Sé, no centro de São Paulo.

Para quem não conhece, A Daiso é uma rede japonesa conhecida no segmento de “¥ 100 shop” (hyaku yen shop – loja de 100 ienes), similar ao segmento de lojas de “R$ 1,99″ no Brasil, mas seu preço fixo por aqui é de R$ 5,99. A Daiso conta hoje com mais de 2.500 lojas no Japão e mais de 560 no exterior, em países como Austrália, Estados Unidos, Canadá, México, Emirados Árabes, Romênia, Arábia Saudita, Qatar, Coreia, Tailândia, Indonésia e Bahrain.

Com lojas por tantos lugares do mundo, a curiosidade falou mais forte e fui na Daiso conferir porque ela é tão famosa. O interessante, é que a rede afirma ter pesquisado  o mercado brasileiro, sendo repleta de produtos inéditos no país, que prometem surpreender o público.

Como fui em um dia de semana, a loja não estava tão cheia, mas mesmo assim bastante gente circulava por lá. Logo na entrada, a loja apresenta coisas em comum com o conceito de “R$ 1,99″. Além do preço fixo,  na entrada há as famosas plantas de plástico e uma pessoa responsável por lacrar as sacolas. Mas o visual da loja não lembra em nada o tipo de varejo, é muito organizada e agradável.

IMG431

O andar de baixo é para quem busca itens de decoração, papelaria, ferramentas e tudo quanto é tranqueira que você possa imaginar. Apesar de ter quinquilharias bem tentadoras, não vi nada ali que me interessasse muito, a não ser que você já esteja precisando comprar algo.

Canecas coloridas, adesivo de corações para usar como a criatividade mandar e percevejos com desenhos: tudo isso no primeiro andar

Canecas coloridas, adesivo de corações para usar como a criatividade mandar e percevejos com desenhos: tudo isso no primeiro andar

Já o segundo andar é uma tentação. Itens de cozinha, utilidades domésticas e muitos outros objetos úteis para o dia a dia com decorações fofas. Nesse andar você encontra aquelas coisas que fazem pensar “Uau, como ninguém pensou nisso antes?”. Lá você realmente encontra coisas diferentes e únicas.

daiso1

Esponjas, esponjas e mais esponjas! Elas são encontradas em todos os formatos, utilidades e tamanhos na Daiso. Tem até uma em formato de frutas que você desmonta para ficar em pedaços menores

daiso3

No segundo andar as utilidades da casa são encontradas aos montes. Tem gancho de “diamante” para pendurar bolsas, medidor, bolsa térmica para piquenique e até uma balancinha (tudo por R$ 5,99)

daiso2

Mais itens criativos: porta-banana, marmitinha (que era pequena demais para minha necessidade hahaha, mas é uma graça!), hashis e baldes fofos

Se você também quiser conhecer a Daiso, a dica é não ir com o espírito consumista! Lá você fica tentado a gastar com tudo, pois tudo parece barato. Mas não se deixe enganar, pois de pouco em pouco você acaba gastando mais do que imagina. Há coisas lá dentro que valem muito o preço – como as marmitinhas, que são vendidas pelo dobro do preço na Liberdade –, mas alguns itens não valem o preço, como os enfeites para cabelo, por exemplo. E vale lembrar que o preço de R$ 5,99 é uma promoção de inauguração, mas ainda não há previsão para mudar.

daiso

Ó que arraso a esponja de sapo na prática! hahahaha

Daiso Japan | Brasil
Rua Direita, 247 – Sé – São Paulo – SP
Horário: Seg. a Sab – 9h30 a 19h00
Domingo – 9h30 a 15h00

A coxinha do Veloso bar

Veloso Bar
Ontem finalmente fui conhecer a famosa coxinha do Veloso bar, que dizem por aí ser uma das melhores coxinhas de São Paulo.

Inaugurado em 2005, o estabelecimento do jornalista Otávio Canecchio Neto não surgiu já com as coxinhas no cardápio, elas só foram aparecer três meses depois,  e que bom que apareceram!

Como é conhecida uma das melhores coxinhas da cidade, logo imaginei que o lugar estaria lotado numa sexta-feira, mas o que eu imaginava não estava nem perto da realidade. O lugar transborda gente para todos os lados. Sim, nem sonhe em comer a coxinha e tomar um chopp sentado, o negócio é de pé mesmo e fora do bar. E não adianta chegar cedo, lá pelas 7 da noite o local já estava lotado de gente (duas horas de espera para comer a tal coxinha, mesmo eles tendo ampliado o espaço).

Na calçada há uma faixa que limita o espaço, quem entra ali pode pedir os itens do cardápio à vontade para o garçom. O lugar é uma total muvuca, mas, mesmo assim, os pedidos não demoram para chegar. A porção com seis coxinhas que pedimos custa R$ 22,00, um bom preço pelo tamanho e pela qualidade. Ah, e que qualidade! Realmente foi a melhor coxinha que já comi na vida. A massa vira uma casquinha em volta do recheio, que é totalmente cremoso. A porção ainda vem com uma pimentinha generosa, mas recomendo que você dê algumas mordidas sem o molho, para sentir o sabor real daquela maravilha! ;D

IMG377

Como o lugar estava muito cheio, e estávamos de pé, logo fomos embora. Mas obviamente não pude deixar de sair de lá sem garantir a minha coxinha para viagem. O local está acostumado com esses pedidos, já que muita gente vai lá só para buscar as coxinhas. Se você pedir uma porção para viagem, ela vem numa caixinha personalizada.

Pedi duas para levar, cada unidade custa R$ 3,80 (já comi muita coxinha massuda por aí por um preço bem parecido, então acho o valor bem justo). Para quem quiser arriscar em casa, aqui tem a receita da tradicional coxinha do Veloso.

IMG378

Dizem que a caipirinha é a melhor de São Paulo, tem uns sabores bem diferentes, como caju com limão, fica para uma próxima!

Veloso Bar
Rua Conceição Veloso, 56, São Paulo, SP (próximo ao metrô Ana Rosa)
Tel.: (11) 5572-0254

Quem disse, Berenice?

Você já conhece a mais nova marca de beleza?

Quem Disse, Berenice? é a mais nova marca do Grupo Boticário que chegou no mercado no início do mês de agosto.
Por enquanto existem apenas lojas físicas na cidade de São Paulo, mas em breve teremos e-commerce! UHUL!

A marca possui mais de 500 itens para olhos, boca, pele e unhas com preços acessíveis que variam de R$10 a R$70, num estilo “self-service”, para que você experimente os produtos na própria loja antes de comprá-los, assim como na própria Boticário.
Vale a pena experimentar, a loja é super colorida trazendo um clima superalegre. E o mais legal é que a ideia da nova marca é exaltar a beleza da mulher, sem aquela coisa do padrão de beleza e da busca pela perfeição.
Você encontra a loja nos seguintes pontos:

Rua João Cachoeira
Shopping Aricanduva
Shopping Tatuapé
Shopping Metrô Itaquera
Shopping Paulista
Shoopping Tamboré
Shopping Boulevard Tatuapé
Imagens: divulgação

28 de maio: Dia do Hambúrguer

Como fã de assuntos gastronômicos e gulosa de carteirinha, não poderia deixar de registrar aqui o dia 28 de maio, dia da guloseima mais saborosa de todas: o hambúrguer!

Sim, ele merece tanto respeito que tem até um dia. E, para comemorar, separei aqui três opções para devorar esta delícia calórica, mas que vale cada centímetro: o meu favorito, o queridinho e um bom e barato.

Para quem quer um ambiente legal

O Rockets não é a mais famosa nem a mais bem avaliada hamburgueria, aliás, muita gente nem o conhece. Mas sempre será a hamburgueria que mais gosto nesta vida! haha O lugar é decorado e inspirado nos anos 50 e tem Jukeboxes – o que me faz amar aquele lugar. É só pedir a moedinha pro garçom e escolher uma música no aparelho que ele toca.

O hambúrguer não é um dos mais bem avaliados pela crítica, mas eu gosto bastante do sabor. Se você estiver com muita fome, talvez não valha a pena ir ao Rockets, os preços são altos e os pratos não são exagerados (como os do The Fifties, por exemplo), mas eu acho muito gostosinho!

Da última vez que fui ao Rockets: pedimos os hambúrgueres #1 (R$ 24,60) e B.B. King (R$ 24,30). A Coca Cola com sabor (R$ 7,30) também vale a pena!

O Guia do Hambúrguer fez uma avaliação muito completa da casa, lá você pode ter uma ideia dos pratos e do ambiente.

Rockets
Alameda Lorena, 2090 – Jardim Paulista
Preço $$$$$
Cardápio ★★★★

Para quem quer comer muuuuito

O The Fifties é o queridinho de muita gente. Depois de tanto insistirem para que eu fosse até lá, acabei indo com muitas expectativas. Talvez por esperar muito, acabei não achando tudo isso. Mas dei uma segunda chance ao lugar e fui de novo para ver o que tanto as pessoas viam lá.

Da segunda vez que comi  a porção de batatas, ela estava bem melhor, é realmente diferente. A batata do Fifties é maior que o normal e muito crocante, mas peça a porção sem bacon que é mais gostosa (e olha que eu amo bacon). Eu achei o hambúrguer do Fifties muito exagerado e gorduroso da primeira vez, mas vai de você fazer as escolhas certas. Os pratos vêm com os ingredientes mais básicos, depois você tem que escolher os ingredientes que quer acrescentar – o valor depende do complemento.

Os lanches são bem grandes e eu não gosto muito do sabor da carne, mas acho que sou exceção. Da próxima vez não saio de lá sem experimentar o hambúrguer vegetariano, que me disseram que é uma delícia:

The Fifties
Consulte as lojas.
Preço $$$$
Cardápio ★★★

A melhor opção custo-benefício

Quando o Burger King começou a ficar popular por aqui bateu aquele preconceito: não vai ser melhor e mais prático que o MCDonald’s. Pois aí que me enganei. Comer um Whoopper Duplo com Queijo já virou ritual do fim de semanal (e durante a semana também, ai meu Deus!). O hambúrguer de lá tem algo diferente… Tem mais sabor e é mais forte.

Além do sabor, a praticidade e o preço de fast food também colaboram muito. Quando bate aquela preguiça de ir à uma hamburgueria cheia de “fru-frus” e frescurites, nada melhor que pegar o lanche e comer no carro mesmo. Não troco o Burger King por nada! :P

Recentemente, a marca relançou o Whoopper Furioso, que parece estar fazendo sucesso. Eu amo comida mexicana e achei que as lascas da pimenta mexicana jalapeño seriam fichinha… Mas o lanche é recheado delas e mais apimentado do que você pode imaginar. Ou seja, tive que tirar as pimentas dele =(. Ainda bem que tem refri à vontade para aliviar a língua queimando.

Burger King
Consulte as lojas.
Preço $$
Cardápio ★★

Estas são apenas três das várias dicas que temos para dar, mais hamburguerias devem aparecer por aqui em breve! Você tem alguma dica?

Feira de rua em SP traz comidinhas com preços justos e chefs famosos

Não tem como morar em São Paulo e não amar sair para comer. Um novo evento na capital vai animar quem também adora as “gulodices” paulistanas. A feira gastronômica O Mercado estreia agora em abril e vai trazer 13 talentosos chefs de São Paulo no estilo feira de rua.

O evento acontece durante a madrugada e, além da comida – que promete ser deliciosa e barata, indo de R$ 5 a R$ 20 – vai ter música e cultura. Quem participar da feira irá conferir o acervo da Galeria Vermelho e projeções e sets musicais planejados por DJs, tudo para criar aquele clima de feira ao céu aberto. Aliás, serão utilizadas embalagens biodegradáveis ou recicláveis para servir os clientes.

O Mercado funcionará nos dias 20 e 21 de abril, da meia noite até as 5 da manhã (ótima opção para quem sair da balada com fome), no bairro Higienópolis. Melhor ainda é saber que a feira deve ocorrer uma vez por mês.

Os chefs Checho Gonzales, idealizador do evento, e Janaina Rueda, do Bar da Dona Onça (Reprodução)

Quem teve a brilhante ideia da feira foi o chef Checho Gonzales, que acredita que São Paulo carece de opções neste formato. Incluindo ele, a feira terá 13 grandes chefs:

– Alexandre Leggieri, do Cannoleria, servirá cannolis
– Carlos Ribeiro, do Na Cozinha Restaurante, servirá buraco quente (sanduíche com molho de carne moída)
– Checho Gonzales, do Cebicheria Gonzales, servirá anticuchos e cebiches
– Daniela Bravin, do Bravin, servirá vinhos e coquetéis
– Dagoberto Torres, do Suri Ceviche Bar, servirá arepas (massa de milho frita com costelinha de porco desfiada e guacamole)
– Deepali Bavascar, Sabores da Índia, servirá samosas vegetarianas
– Henrique Fogaça, do Sal Gastronomia, servirá sanduíche no pão ciabata com carne seca desfiada, azeite de gengibre, queijo de cabra, tomate e rúcula
– Janaina Rueda, do Bar da Dona Onça, servirá arroz de puta rica
– Lourdes Hernandez, do Casa dos Cariris, servirá tacos e enchilladas
– Marcos Carnero, do Pão filosófico, servirá pães
– Pipa, do Comida de Papel, servirá burgueres
– Rene Aduan Jr., do Alma Rustica Gastronomia, servirá defumados e hidromel
– Tibira, do Caos, servirá coquetéis.

Tem como não ir?

O Mercado
Quando: 21 a 22 de abril, das 24:00 as 5:00
Onde: Pátio do restaurante “Sal Gastronomia” (Rua Minas Gerais, 352 – Higienópolis – veja o mapa)
Entrada gratuita (paga apenas pelo que for consumir)

(Via Basilico)